3.4.13

Saia!

Alguma coisa precisa sair de mim!
Será que é a vida?
São as sensações agudas?
Sou demasiado humano?
Aquele que não tem salvação?
Pontadas, dores, angústia
saiam de mim!
Medo
saia de mim!
Saiam, saiam...
Vão pro papel, vão...

Vão de Tudo
Saia da Mulher
Saia!

Alguma coisa precisa sair de nós!
Será que são as roupas?
Será que é a vida
que na verdade é a morte?
A morte precisa sair de nós?
(Hmm, boa opção)
Precisamos nascer!
Deus!, precisamos nascer
e você não contou!

Precisamos virar banana
Virar terra, virar verme
Virar suco
Precisamos virar música
Xangô ou borboleta
Podemos virar a poesia
das coisas
As vias das aves migratórias
Poderíamos virar o filme
da vida acabando
de nascer
da morte!
Pedíamos ter sorte
Os macacos têm sorte
Já os homens
cultivam o azar

Ôh, Deus, bem que podíamos nascer
Podíamos virar loucura
Podíamos ter nexo, não?!
Podíamos ser alguma coisa pura
Pelo amor!
Puta merda
podíamos virar...
Virar, virar, virar
Podíamos virar sexo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário